Colmeia Newsdicas para revendedoras

Roupa Feminina Para Revenda — Por Que É Um Bom Negócio?

saiba por que roupa feminina para revenda é um bom negócio

Na hora de pensar em começar um negócio próprio, muitas pessoas avaliam se escolher trabalhar com roupa feminina para revenda traz retorno. Afinal, é um mercado consolidado e que tem demanda o ano todo.

De acordo com pesquisa divulgada no ano de 2018 da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), o setor têxtil é um dos que mais cresce no Brasil. Até 2021, a expectativa dos especialistas é de que as vendas aumentem 3,1% ao ano. Saiba por que esse mercado é tão interessante.

Mulheres querem novidades

A moda é um setor que nunca se esgota. Afinal, as roupas são uma necessidade. Além disso, muitas pessoas compram peças apenas porque acham bonitas ou querem atualizar o guarda-roupa.

Além do mais, é importante considerar que o público feminino é muito atraído pela novidade. Muitas mulheres gostam de acompanhar as tendências e se vestir bem, independentemente da ocasião.

Por essa razão, quem trabalha com roupa feminina para revenda costuma ter um público fiel, o que faz com que as vendas não parem. A cada nova coleção, é possível vender para quem já comprou e, é claro, conquistar novas clientes.

Há diversas opções de fornecedores de roupa feminina para revenda

Atualmente, existem diversas opções de fornecedores de roupa feminina para revenda, de diferentes estilos e preços. Para disponibilizar os melhores produtos ao seu público, é importante avaliar o que o mercado oferece e se há condições especiais para a parceria.

Na Moda Colmeia, por exemplo, as revendedoras têm acesso semanalmente às novas peças. Aliás, é possível trocar um produto que não vendeu por outro da mesma coleção. Assim, não há risco de ficar com o estoque parado e ainda garante mais satisfação para a sua clientela.

Boa margem de lucro

Um dos principais aspectos de trabalhar com roupa feminina para revenda é a margem de lucro. Dependendo do produto e marca, a venda pode ser feita pelo dobro do custo. Nesse caso, a margem chega a até 100%.

Vale notar ainda que não é preciso ter uma loja física para começar esse tipo de negócio. As peças podem ser adquiridas de acordo com a demanda, sem necessitar de muito espaço para o estoque.

Como visto, revender roupas pode ser bastante interessante para quem quer atuar em um mercado quente, rentável e que não exige um estabelecimento de grande porte.

Confira mais conteúdos sobre empreendedorismo e gestão de negócios no blog da Moda Colmeia!

Somos uma marca antenada com a moda com 24 anos de história pra contar. Nossa missão é oferecer aos nossos clientes o melhor do produto do mercado, mais fashion, com originalidade e variedade única.

Share:

Leave a reply

Que tal dar uma olhada em nossos últimos posts?

@modacolmeia

Siga-nos e fique por dentro de todas as novidades